domingo, 26 de setembro de 2021

Originais de Tintin mostrados pela primeira vez em Portugal

A Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, vai acolher, a partir de dia 1 de outubro, uma exposição dedicada ao criador de Tintin, intitulada "Hergé".

Natural de Etterbeek, na Bélgica, onde nasceu a 22 de maio de 1907, Georges Prosper Remi ficou mais conhecido pelo pseudónimo de Hergé, obtido com a inversão das iniciais do seu nome, um R e um G. Foi com ele que, a partir de 10 de janeiro de 1929, assinou uma das séries de banda desenhada mais famosas de sempre: "As aventuras de Tintin". Protagonizadas por um repórter que raramente foi visto a escrever para jornais, até 3 de março de 1983, data de falecimento do autor, contabilizaram 23 álbuns, mais um incompleto. Graças ao talento narrativo de Hergé, um verdadeiro romancista em banda desenhada, à extrema legibilidade do seu estilo, designado por "linha clara", aos valores da amizade e da entreajuda que sempre defendeu, à aventura em estado puro que predomina nos álbuns, à magnífica galeria de personagens e à diversidade dos relatos, que fizeram Tintin percorrer quase todo o planeta e chegar mesmo à Lua, mais de duas décadas antes de Neil Armstrong, os álbuns de Tintin fizeram sonhar sucessivas gerações, um pouco por todo o mundo.

A partir de dia 1 de outubro, numa colaboração com o Museu Hergé, em Louvain-la-Neuve, em França, será possível visitar em Lisboa, na Fundação Calouste Gulbenkian, uma exposição que revela as diversas facetas do autor, da ilustração à banda desenhada, passando pela publicidade, a imprensa, o desenho de moda e as artes plásticas.

Será a primeira vez que pranchas originais de Hergé poderão ser vistas no nosso país, bem algumas das suas pinturas e diversa documentação do arquivo que utilizava como base para a criação dos livros.

A mostra está dividida em nove núcleos: "Grandeza da arte menor", "Hergé, o amante de arte", "O romancista da imagem", "O êxito e a tormenta", "Uma família de papel", "Hergé e a revista 'Coeurs Vaillants'", "A arte do reclame", "A lição do Oriente" e "O nascimento de um mito".

Através deles, o visitante será guiado não só pela obra do mestre dos quadradinhos, mas também pelas suas influências externas, da pintura à arte moderna, passando pelo importante encontro com Tchang Tchong-Jen que mudou a sua forma de encarar a produção. Neles, será igualmente possível revisitar uma parte da História do século XX, através das aventuras de Tintin, do seu nascimento em "Le Petir Vingtième" ao período conturbado da ocupação da França pelos nazis, da passagem dos álbuns a preto e branco para os coloridos ou da criação da revista com o seu nome.

O olhar de Hergé sobre a forma como as suas bandas desenhadas eram reproduzidas noutros países - e Portugal foi o primeiro a publicar Tintin a cores, no "Papagaio" -, a família de papel que ele criou e as suas facetas menos conhecidas de publicista e desenhador de moda poderão também ser apreciadas nesta mostra que ficará patente até dia 10 de janeiro de 2022.

No dia 1 de outubro, aquando da inauguração, terá lugar a conferência "O futuro de Tintin", com a presença de Nick Rodwell, marido da viúva do desenhador, diretor dos Studios Hergé e responsável pela gestão do seu legado, que poderá esclarecer o que está previsto para o preservar e manter vivo, sabendo-se que Hergé recusou que os seus heróis fossem retomados por outros após a sua morte.

in Jornal de Notícias

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Lisboa vai receber uma exposição gigante sobre o autor de “Tintin”

Pela primeira vez, Portugal vai receber uma grande retrospectiva sobre Georges Remi, o artista conhecido como Hergé, que é mais conhecido por ser o autor da banda desenhada de “Tintin”. A exposição vai ser inaugurada a 1 de Outubro no Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e por lá fica até 10 de Janeiro de 2022.

A mostra é organizada em colaboração com o Museu Hergé de Louvain-la-Neuve e reúne uma seleção de documentos, desenhos originais e várias obras, que podem ir da BD à publicidade, passando pelo desenho de moda, artes plásticas ou trabalhos para a imprensa.

O que torna a arte de Hergé única e a distingue da de muitos outros autores de banda desenhada é a sua extraordinária capacidade de representar a realidade por um lado, de uma forma inventiva, mas por outro, tão familiar que o leitor pode facilmente projetar-se neste universo criado a partir do zero. Com linhas simples de uma impressionante precisão, sob o estandarte da inimitável ‘linha clara’, Hergé dá origem a personagens emblemáticas que encarnam os grandes valores da sociedade”, descreve a Gulbenkian sobre o foco da exposição.

Vai poder ser visitada segunda-feira, quarta-feira, quinta-feira, sábado e domingo, das 10 às 18 horas. À sexta o museu fica aberto até mais tarde, por volta das 21 horas, e à terça-feira encerra mesmo. Os bilhetes vão custar 5€, sendo que os portadores de cartão de estudante terão entrada gratuita às sextas-feiras, entre as 18 e as 21 horas. No site oficial de “Tintin”, é relatada a história da ligação da saga a Portugal.

In NiT

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Exposição Tintin na Gulbenkian

Após ser inaugurada em Paris e passar por Quebec, Odense e Seúl, a exposição 'HERGÉ' fixa-se Lisboa, nas instalações da Fundação Calouste Gulbenkian.

 


segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Alex Gaspar

Em Janeiro de 2009, Alex Gaspar colaborou no 4º número do fanzine "Efeméride" (editado por Geraldes Lino), dedicado ao tema "Tintim no Século XXI", com o episódio O Caso do Perfume Verde e realizou uma ilustração para a contracapa dessa edição.

terça-feira, 24 de agosto de 2021

Manuel António Pina

Interessante artigo de Manuel António Pina, em que se apresenta como esclarecido tintinófilo, fazendo a análise, entre outras coisas, das duas edições do episódio de Tintin no Congo que conhece.

in suplemento/revista do Jornal de Notícias, Notícias Magazine, 20 Set.09

http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.com/2009/10/folha-volante-n-239-outubro-2009.html



domingo, 8 de agosto de 2021

O Egiptólogo


"O Boneco Rebelde" de Sérgio Luiz era uma versão portuguesa de Tim-Tim. O herói belga aparecera três anos antes em "O Papagaio" e entra nas três folhas iniciais da primeira aventura do Boneco Rebelde.

Isso já era conhecido mas ao consultar o blog https://largodoscorreios.wordpress.com/2021/05/05/a-bd-vista-por-carlos-goncalves-115/ tem um artigo sobre Sérgio Luiz e na imagem com "A história do Egipto" percebe-se algumas ligações à obra de Hergé.

Trata-se de uma história publicada pelo autor, onde assina ainda Sérgio Fernandes, no Papagaio nº 190 de 1 de Dezembro de 1938. "O Papagaio" tinha publicado "Os charutos do faraó entre 24/6/1937 e 12/5/1938.

Tintin visto por Sérgio e pelo irmão na revista «O Papagaio» (António Dias de Deus):

#190; 1 Dezembro 1938; Intervenção do egiptólogo dos «Cigarros do Faraó» na «História do Egipto; Sérgio Luiz

#224; 27 Julho 1939; Intervenção na BD «Aventuras do Boneco Rebelde; Tintim; Sérgio Luiz

#237; 26 Outubro 1939; Banda Título; Tintim e Milou; Guy Manuel

#244; 14 Dezembro 1939; Página dos leitores; Tintim e Milou; Sérgio Luiz

#251; 1 Fevereiro 1940; Capa; Tintim, Milou e os Dupond(t); Sérgio Luiz - Página dos Leitores; #366; 16 Abril 1942; Capa; Tintim e Milou; Guy Manuel

saber mais sobre o autor:

https://digitarq.adlra.arquivos.pt/details?id=1070935

O Papagaio - incluindo lista dos desenhadores portugueses com desenhos alusivos ao universo de Tim-Tim.

https://tintinofilo.weebly.com/o-papagaio.html

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Lousã 2009 - 80 Anos de Tintim

Fotos e um pequeno vídeo da Exposição "80 anos de Tintin" que se realizou em 2009 na Lousã.

Vídeo da Exposição "80 anos de Tintin",

http://www.youtube.com/watch?v=diYw6M1fLHc

Alguns dos pastiches foram incluídos em dois números do BronKit, suplemento do jornal "Trevim"dirigido por Carlos Sêco.

Os 80 anos de Tintim em exposição na Lousã
Publié le 14 février 2009 par Zetantan

Por gentileza do tintinófilo Jorge Macieira, eis a reportagem em vídeo da exposição dos «80 anos de Tintin», relaizada este mês na Lousã, sob a organização de Carlos Seco. Para verem um mostra fotográfica do evento, eis o link também de Jorge Macieira:

http://tintinofilo.over-blog.com/article-27936564.html




quarta-feira, 7 de julho de 2021

quinta-feira, 24 de junho de 2021