sábado, 9 de junho de 2018

A revista Tintin faz 50 anos

"A revista dos jovens dos 7 aos 77 anos". Assim se apresentava, logo no primeiro número, a revista Tintin portuguesa. Chegou às bancas a 1 de Junho de 1968 e mostrava o melhor da banda desenhada franco-belga. O nome vinha do herói da BD belga, Tintin, o repórter criado por Hergé em 1929. Ao longo de 15 anos, foram publicados cerca de 750 números com histórias aos quadradinhos que deliciaram pequenos e graúdos. A revista é agora reeditada para celebrar a data e os seus números são recordados numa exposição. 

Foi através das suas páginas a cores que os portugueses conheceram personagens como Tintin, Blake e Mortimer, Alix, Clorofila, Astérix, Lucky Luke, Ric Hochet, Corto Maltese e Valérian. A publicação era semanal e tinha diversas rubricas, entrevistas e artigos, que permitiram aos leitores portugueses alargar os seus conhecimentos em BD. 

Vasco Granja, que viria a ser um importante divulgador de filmes de animação na RTP, foi uma peça fundamental para o sucesso da revista, ao integrar a equipa editorial, escrevendo e traduzindo artigos.

O título foi detido até 1974 pela Livraria Bertrand e passou depois para a Livraria Internacional no Porto que, devido a problemas financeiros, fechou a revista em 20 de Outubro de 1982. A história "Tintim no país dos sovietes" ficou incompleta, devido ao encerramento da revista.

A Tintin divulgou também autores portugueses, como Fernando Relvas, autor de O Espião Acácio, uma crónica humorística da I Guerra Mundial, publicada originalmente pela revista em 1978 e que agora, 40 anos depois, é reeditada integralmente e chega às livrarias pela mão da Turbina Associação Cultural, sob o selo Mundo Fantasma

O lançamento coincide com a exposição que comemora os 50 anos da revista Tintin, patente na galeria da Bedeteca da Amadora, até 1 de Setembro, organizada pela Câmara Municipal da Amadora em parceria com o Clube Português de Banda Desenhada. A mostra "Revista Tintin, 50 anos" apresenta originais, todos eles pertencentes à colecção do município, dos autores José Ruy (com Dinis Machado), José Garcês, Augusto Trigo (com Jorge Magalhães) e Fernando Relvas, que faleceu em 2017. 

A revista de banda desenhada Tintin tornou-se um valioso título, procurado por coleccionadores e antigos leitores. A colecção completa pode valer mais de mil euros.

In Jornal de Negócios